2019 em revista: Dezembro com muitas novidades sobre o ESC 2020
Créditos da imagem: NPO/AVROTROS/NOS

2019 em revista: Dezembro com muitas novidades sobre o ESC 2020

02/01/2020 0 Por Bernardo Matias

Agora que está terminado o ano de 2019, damos por concluída a rubrica ‘2019 em revista’ com os acontecimentos do mês de dezembro. Os primeiros bilhetes para o Festival Eurovisão da Canção (ESC) foram vendidos, conheceram-se os apresentadores e o palco do certame e ficaram a conhecer-se mais representantes dos países ao longo do último mês do ano.
O primeiro grande destaque de dezembro foi a revelação do design do palco, elaborado por Florian Wieder, logo no dia 2.

Na mesma semana, foram revelados os apresentadores do ESC 2020: Chantal Janzen, Edsilia Rombley e Jan Smit. Ficou igualmente completo o elenco da equipa criativa: Eric van Tijn foi anunciado como diretor musical e Gerald van Windt e Natasja Lammers como coreógrafos.

O primeiro lote de bilhetes, para todos os espetáculos ao vivo, jury show e family show foi colocado à venda no dia 12 de dezembro e rapidamente esgotaram em apenas uma hora. Foi ainda revelado o conceito dos ‘postcards’ de introdução de cada artista participante.

Na Albânia, realizou-se o Festivali i Këngës a 22 de dezembro como planeado, apesar da incerteza inicial devido ao sismo que afetou o país no fim de novembro. Arilena Ara venceu com o tema Shaj e assim representará o país no ESC deste ano. E, no último dia de dezembro, Tornike Kipiani foi o vencedor do Georgian Idol e assegurou o ‘passaporte’ da Geórgia para o ESC 2020.

Por outro lado, ficou completo o elenco de candidatos ao Australia Decides, evento que define o representante da Austrália. Já a emissora CT, da República Checa, voltou a operar alterações ao processo de seleção do representante: reduziu o número de participantes de oito para sete.

A Áustria confirmou Vincent Bueno como intérprete no ESC 2020 com a canção Alive. E, na Suíça, foi anunciado que o anúncio do representante surgirá em março. Quanto à Noruega, Ingrid Gjessing Linhave, Kåre Magnus Bergh, e Ronny Brede Aase foram anunciados como apresentadores do certame de seleção nacional para o ESC, o Melodi Grand Prix. Na Eslovénia, a 20 de dezembro foram anunciados os dez primeiros candidatos ao EMA.

Por outro lado, Steven Clérima deixou de ser chefe de delegação de França, substituído por Alexandra Redde-Amiel. Também na Croácia houve mudança de chefe de delegação em dezembro, com Uršula Tolj a assumir o cargo. O mesmo país anunciou os candidatos ao evento de seleção nacional para o ESC 2020, o Dora.

Por cá, surgiram mais alguns detalhes sobre o Festival da Canção 2020: os MEERA confirmaram que irão interpretar a sua composição. Já António Avelar de Pinho esclareceu que é autor, e não compositor, de uma das canções do certame, estando a composição a cargo de Luiz Caracol.

Bem no fim de dezembro, no dia 31, foi como habitualmente anunciado o Top 250 da ESC Radio, com um recorde de dez canções portuguesas e a liderança (novamente) de Euphoria de Loreen (Suécia 2012). Noutro âmbito, dezembro ficou marcado pelo tradicional Sequim d’Ouro (ou Zecchino d’Oro), ganho pela canção Acca.

Partilhar o artigo: