2019 em revista: Em outubro, slogan do ESC 2020 definido e várias canções do JESC 2019 (incluindo a de Portugal)
Créditos da imagem: Andres Putting

2019 em revista: Em outubro, slogan do ESC 2020 definido e várias canções do JESC 2019 (incluindo a de Portugal)

28/12/2019 0 Por Bernardo Matias

A rubrica 2019 em revista segue com o olhar sobre o mês de outubro, no qual se ficaram a conhecer os primeiros nomes para o Festival Eurovisão da Canção (ESC) 2020, mas também se ficaram a conhecer mais temas para o Festival Eurovisão da Canção Júnior (JESC) deste ano – incluindo a de Portugal.

Logo no primeiro dia de outubro, os Hooverphonic tornaram-se os primeiros intérpretes confirmados para o ESC 2020, em representação da Bélgica. Pouco depois, a 5 de outubro, foi a vez de Blas Cantó ser anunciado como a aposta de Espanha. No entretanto, Arménia, Itália, Letónia e Polónia anunciaram a sua continuidade no certame.

Em Itália, foi anunciado que os participantes no Festival de Sanremo seriam desvendados a 6 de janeiro, ao passo que a Letónia confirmou a renovação da aposta no Supernova como método de seleção – tal como o X Factor em Malta, mas só para definir o intérprete. Já na Ucrânia, depois de toda a polémica deste ano com MARUV, as regras do Vidbir foram alteradas para impedir situações similares na seleção para o ESC 2020.

A segunda quinzena de outubro foi rica em novidades. No dia 24 foi revelado o slogan do ESC 2020, Open Up. Jeroen ten Brinke, This Peters (design de áudio), Hans Cromheecke (design de vídeo) e Henk Jan van Beek (design de iluminação) foram anunciados como membros da equipa de produção do certame agendado para Roterdão.

Créditos da imagem: NPO

Da Hungria surgiram os primeiros indícios sobre a retirada do ESC em 2020, já que as regras do certame de seleção nacional (o A Dal) foram divulgadas sem mencionar o ESC. Mais tarde, foi mesmo confirmada a retirada do país. Caminho inverso fez a Bulgária, que a 30 de outubro revelou que iria voltar ao ESC em 2020 após um ano de ausência.

Os possíveis nomes para o Melodifestivalen 2020 (Suécia) começaram a surgir na imprensa, entre eles os de Victor Crone e o grupo The Mamas. Já a emissora RTSH, da Albânia, revelou os participantes no Festivali i Këngës, espetáculo que definiria em dezembro o representante do país. A HRT, emissora da Croácia, fez saber em outubro que iria voltar a usar o Dora para definir o seu intérprete e tema na Eurovisão em 2020.

Foram várias as propostas para o JESC 2019 conhecidas em outubro – entre elas Marte, que Melani García iria interpretar por Espanha; Vem Comigo (Come with me) que foi a aposta de Portugal na voz de Joana Almeida; o tema italiano La voce della Terra de Marta Viola; Bim Bam Toi que Carla iria cantar por França; ou Banshee, canção com a qual Anna Kearney ganhou o direito de defender a República da Irlanda. Também no JESC, foi confirmada a continuidade do método de votação dos dois últimos anos, com o público a votar online para 50 por cento dos resultados.

Partilhar o artigo: