Concursos e espetáculos Outras

Definido o top 16 da nona edição do The Voice Portugal

Definido o top 16 da nona edição do The Voice Portugal Créditos da imagem: RTP

Está concluída a primeira ronda de galas da nona edição do The Voice Portugal. Restam 16 concorrentes, com a fase final do concurso a aproximar-se.

Nesta gala atuaram 13 participantes, dos quais oito seguiram em frente: em cada equipa o público apurou um candidato e o respetivo mentor outro.

 

O resumo da emissão

Esta foi uma emissão apresentada apenas por Catarina Furtado, uma vez que Vasco Palmeirim esteve em contacto com um infetado pela Covid-19 e está em isolamento. A abertura da gala contou com a atuação dos participantes das equipas de Aurea e Marisa Liz em conjunto, interpretando The Greatest Showman de Keala Settle e da The Greatest Showman Ensemble. Inês Martins, infetada pela Covid-19 e em isolamento, não participou nesse momento e foi transmitida a gravação do ensaio geral mais tarde na sua prova.

 

  • Matilde Jacob (Equipa Aurea) – Eliminada
    • Canção interpretada: Always Remember Us This Way (de Lady Gaga)
    • Situação: Eliminada
    • Declaração de Aurea: “Então não esteve à altura?! Parabéns, meu amor! Antes de ela começar a cantar estava a pensar o que iam fazer com a Matilde: vão pô-la nas alturas, ela vai voar… foi por segurança. Juro-te que pensei! Mas foi sempre em segurança. Foste maravilhosa, meu amor! E acho que és uma caixinha de surpresas e tens de abrir essa caixinha para  todos nós porque tens tanto, mas tanto, mas tanto mais para dar que está ainda guardado dentro dessa caixinha. Estás a soltar-te aos bocadinhos e tens tido cada vez mais confiança em cima do palco e és muito novinha, temos sublinhar isso. E tu tens tido cada vez mais confiança e tens feito cada vez melhor. E hoje foi maravilhoso, estiveste bem, mas muito bem!”.

 

  • Rui Taipa (Equipa António Zambujo) – Apurado
    • Canção interpretada: Pó de Arroz (de Carlos Paião)
    • Situação: Apurado pelo mentor
    • Declaração de António Zambujo: “Ainda bem que o público votou para que o Rui ficasse. E depois ofereceu-nos esta atuação. Foi ele que escolheu a canção. Havia uma primeira escolha, duas músicas do Carlos Paião, e depois acabou por ficar esta e ainda bem que ficou. Mas o Rui, independentemente da música que ele cante, tem uma identidade  tão própria que a música fica a soar a uma coisa dele apesar de ser do Carlos Paião, que é de facto um dos grandes compositores da música portuguesa e deixou-nos tão novo, tão jovem – sabe-se lá o que poderia ser a nossa música se ele tivesse continuado a compor como compôs até àquela altura. Foi uma comunhão muito boa a escolha da música, o arranjo, a interpretação, tudo isso, a dicção. O cantar nota-se mais quando se canta em Português, mas em qualquer língua se deve ter cuidado com isso: as pessoas têm de perceber bem aquilo que dizemos. E depois o mais importante que tudo é dar um grande momento. Hoje em dia vivemos com tantos objetivos por cumprir, tantas pressões, tantas coisas. Acho que nas artes é importante nós desfrutarmos e divertir-nos com o que estamos a fazer. Temos de nos dar esse privilégio. Ou me enganaste muito bem, mas pelo menos senti que tu desfrutaste e eu desfrutei bastante com aquilo que fizeste aí. Estou muito feliz, muito feliz.”.

 

  • Daniel Fernandes (Equipa Diogo Piçarra) – Apurado
    • Canção interpretada: My Way (de Frank Sinatra)
    • Situação: Apurado pelo público
    • Declaração de Diogo Piçarra: “Não se nota nada o nervosismo. O Daniel é daquelas pessoas que, por mais brincadeira que haja – e há – e falamos a semana toda, e trabalhamos a semana toda, é uma pessoa muito empenhada. Ele gosta disto. Aconselho a focares-te mais na música – deixa se calhar a política, é só um recado. Acho que vais ter mais sucesso na área da música. Sempre nota máxima porque sei do empenho que ele teve toda a semana e, para além disso, foi um tema um pouco mais fora da área do lírico e da ópera – há versões desta música mais em  ópera e lírico. E eu agradeço ao Daniel por este empenho de mostrar algo diferente – isto partiu tudo dele. É coragem, é empenho, ele gosta disto, ele quer estar aqui e sinto-me um sortudo por ele estar na minha equipa”.

 

  • Inês Martins (Equipa Marisa Liz) – Eliminada
    • Canção interpretada: Somewhere Over The Rainbow (de Judy Garland)
    • Situação: Eliminada
    • Declaração de Marisa Liz: “Eu sei que qualquer um de nós, qualquer pessoa que vá cantar, gostaria de estar aqui. No dia do ensaio estava aqui eu a olhar para ti, todos que aqui trabalham estavam a apoiar aquilo que tu fizeste foi mágico e por mais que fosse o ensaio passou tudo aquilo que tinha de passar. Foste maravilhosa. Foi das melhores vezes que tu cantaste aqui e, tenho a dizer para quem não conheço a Inês que é uma miúda super humilde e trabalhadora e que está sempre atenta, pronta para melhorar. E eu adoro trabalhar contigo! ”.
    • Nota: Foi transmitido o ensaio geral, porque Inês Martins está em isolamento por estar infetada pela Covid-19.

 

  • Bruno Huca (Equipa Aurea) – Apurado
    • Canção interpretada: Beatriz (de Ana Carolina)
    • Situação: Apurado pela mentora
    • Declaração de Aurea: “Esta música já estava guardada para ele. Tinha de ser. E foi… sabes, senti-me a voltar um bocadinho atrás no tempo às Provas Cegas. Porque nós temos várias atuações, podemos cantar várias músicas, mas há músicas que nos batem de maneira diferente. E esta música bateu-me tanto ou mais do que a tua Prova Cega, quando apareceste aqui e fizeste aquele momento incrível e cheio de sensações e de emoções, e que me fez sentir tantas coisas diferentes. E hoje senti novamente esse Huca aqui em cima do palco. A força que tu metes na interpretação e que tu metes em cada palavra que cantas é uma coisa extraordinária, e não pode passar em vão a ninguém. É tão sentido! É incrível ver a forma como ele se dá aos outros concorrentes, é incrível! É extraordinário e é de uma alma linda! É incrível porque tem sempre uma palavra bonita para dar aos colegas, tem sempre a força certa no sítio certo, obrigada por isso. Saiu-me a sorte quando tu me escolheste para te acompanhar aqui no The Voice. Estou de coração cheio e as pessoas precisam também de reconhecer isso”.

 

  • Márcio Gonçalves (Equipa António Zambujo) – Eliminado
    • Canção interpretada: I Will Always Love You (de Whitney Houston)
    • Situação: Eliminado
    • Declaração de António Zambujo: “Foi uma decisão de última hora, na verdade. Estávamos meio sem saber o que escolher. Mas foi um ótimo resultado; aliás, qualquer coisa que o Márcio cante e era por aí que eu queria começar – o Márcio não estava bem no ensaio geral; se eu tivesse investido dinheiro no Márcio no ensaio para o vender hoje eu lucrava imenso porque ele melhorou muito desde o ensaio geral. Se eu soubesse, porque no ensaio geral eu ia comprar barato porque de facto não estava nada bem, até estava doente e tudo. Depois do que ele fez hoje valorizou imenso. Porque foi, de facto, espetacular. Houve uma coisa que falámos mesmo no final do ensaio. O Márcio dizia: «Ainda não percebi muito bem como hei-de entrar na música». E percebeste isso por ti, percebeste na perfeição porque a tua interpretação foi fantástica e além de feliz estou até surpreendido porque era difícil pegar nesta música e de fazer alguma coisa com ela. E depois associamos à voz de Whitney Houston. ”.

 

  • Francisca Oliveira (Equipa Aurea) – Apurada
    • Canção interpretada: Vida Tão Estranha (de Rodrigo Leão)
    • Situação: Apurada pelo público
    • Declaração de Aurea: “Eu estou tão orgulhosa, mas tão orgulhosa. É tão bom poder trabalhar contigo. E quanto à audácia e ela ter a coragem de arriscar e transformar à maneira dela, é extraordinário trabalhar com uma pessoa assim porque não há esse medo: há receio e há respeito. Por isso é que ela trata a música como  porcelana. E é tão bonito; tu também és porcelana, meu amor. Tu és uma jóia que está aí e tem muito potencial, tem muito talento, e que não tem de ter inseguranças – não vale a pena! Aproveita só porque tens tudo aí dentro, tens tudo. E nunca vai correr mal. És maravilhosa, tenho assim um orgulho imenso por estar contigo e por estar a acompanhar este caminho aqui no The Voice. Mas mesmo, a sério. Estou muito orgulhosa da minha equipa, estou mesmo. Estou super orgulhosa dos meus”.

 

  • Cuca Roseta: Somebody to Love
    • Atuação convidada de Cuca Roseta com os candidatos em estúdio ao vivo das equipas de António Zambujo e Diogo Piçarra, interpretando Somebody to Love dos Queen.

 

  • João Leote (Equipa Marisa Liz) – Apurada
    • Canção interpretada: Alfama (de Amália Rodrigues)
    • Situação: Apurada pelo público
    • Declaração de Marisa Liz: “Esteve muito bem, mais do que bem. Nós não temos, nesta fase da competição, nenhum fadista tradicional como o João é. E continuo a dizer que tu foste o melhor fadista que passou pelo The Voice desde que o The Voice existe. Tenho um orgulho tremendo naquilo que tu fazes – e não nos podemos esquecer que o João tem 23 anos. Obviamente nós falamos aqui daquilo que quer dizer interpretar uma canção – e no fado as coisas complicam, tornam-se ainda mais difíceis porque o peso daquilo que se está a fazer e das pessoas que já cantaram essas próprias canções é muito grande – como na música no geral, mas no fado é a nossa língua, todos sabemos muito bem, a maior parte das vezes, como vão cantar. E tu, com 23 anos, teres a maturidade de levares a sério aquilo que tu vais fazer é de te dar um aplauso. Porque podias só fingir que estavas a sentir e se calhar muita gente ia aceitar na mesma. E tu não fazes isso, tu tentas ir mais além, tu és verdadeiro e mereces estar aqui”.

 

  • Matheus Alcantara (Equipa Diogo Piçarra) – Apurado
    • Canção interpretada: Eu Não Sei Quem Te Perdeu (de Pedro Abrunhosa)
    • Situação: Apurado pelo mentor
    • Declaração de Diogo Piçarra: “Falámos muito sobre esta música. É um poema lindíssimo e foi um bocadinho egoísmo da minha parte: eu queria ouvir este poema, adoro esta música e há pouco tempo tive a oportunidade de cantar com o Pedro [Abrunhosa] no [Teatro] Sá da Bandeira. Foi a primeira vez que cantei este tema, ainda por cima com o Pedro ali ao lado, e eu queria ouvir na voz do Matheus, queria ouvir no sotaque do Matheus. Ele acedeu a este desafio e sei que ele estava um bocadinho mais nervoso porque queria respeitar e fazer jus a esta canção. Mas tu és um anjo caído na minha equipa, eu sou um sortudo por te ter porque dá para trabalhar contigo de qualquer maneira. Tudo o que tu cantas soa divino, tu és lindo por dentro e por fora, e não tens de estar nervoso nem ter insegurança. Tudo o que tu fazes vai ser lindo, tens de partir por aí: tudo o que tu fazes vai ser lindo. Por isso está sempre bom, é sempre vitória. E esta música, para mim, foi uma vitória. Obrigado por teres feito isto; todos os portugueses e também brasileiros que nos estão a ver devem ter adorado também”.

 

  • Rita Medeiros (Equipa António Zambujo) – Eliminada
    • Canção interpretada: Purple Rain (de Prince)
    • Situação: Eliminada
    • Declaração de António Zambujo: “Foi a Rita [que escolheu a canção]. Gosto muito [da canção]. Eu, mais do que gostar da voz da Rita, gosto muito daquilo que ela faz com a voz dela, da forma como ela usa a voz, da forma como ela… ela é super original, é muito artista, tem uma forma muito própria de cantar e de… eu há bocado, antes de ela começar a cantar, estava a ver as escolhas dela ao longo do programa, desde a Prova Cega até aqui, e de facto ela foi mostrando sempre coisas muito diferentes, mas todas elas acabam por convergir num estilo que é um estilo criado por ela. E isso é muito bonito e é de se valorizar. Por isso estou muito contente. […]. Obrigado, Rita”.

 

  • Francisca Rocha (Equipa Diogo Piçarra) – Eliminada
    • Canção interpretada: Eu Sei (de Sara Tavares)
    • Situação: Eliminada
    • Declaração de Diogo Piçarra: “Há que encarar isto como um jogo – e todos nós estamos a jogar este jogo. Há regras, há participantes, todos aqui estamos a fazer o nosso trabalho – seja câmaras, seja luzes, seja a banda, até eu estar aqui nesta cadeira, já estou farto de ouvir: «Não te sentes assim, Diogo, senta-te assim». E a Francisca é aqui o meu diamante. É aquele carro que custa a arrancar, mas depois quando arranca ninguém o pára. E tu não tens noção, miúda! Está lá tudo! Mas eu percebo-te, é como dizer a alguém para ter calma. Como dizes a alguém: «Para de ser ansiosa»? Não dá. Tens de de divertir. Eu também fico super ansioso, só que já aprendi a controlar de alguma maneira e a não expor isso. Ou seja, as pessoas não sabem que eu estou nervoso, mas eu estou – estou numa pilha de nervos! Só que aprendi a não tremer a mão, a não tremer a voz. Vamos aprendendo passo a passo e tu estás agora neste passo. Mas mereces estar neste passo. Mereces mesmo”.

 

  • Maria Inês Graça (Equipa António Zambujo) – Apurada
    • Canção interpretada: Silêncio e Tanta Gente (de Maria Guinot, no Festival Eurovisão da Canção 1984 por Portugal)
    • Situação: Apurada pelo público
    • Declaração de António Zambujo: “Isso que tu fizeste foi entregares-te inteira a uma música e foi isso que fizeste as pessoas sentir. Foi isso que fizeste e foi isso que nós sentimos a escutar-te. E, de facto, isso é muito importante. Foi, de longe, a tua melhor interpretação e é uma música de que gosto muito mesmo – há muitas músicas bonitas nos Festivais, mas esta, obviamente com a da Luísa Sobral e que o Salvador interpretou, são duas das músicas que me vêem sempre à memória quando se fala do Festival da Canção. E lembro-me perfeitamente da imagem da Maria Guinot sentada no piano a interpretar esta música. E gostei muito. Gostei muito também de te sentir feliz aí em cima.  Senti-te tão feliz que temi que te «esbardalhasses» daí de cima porque não tinhas muita margem de manobra. Foi muito, muito bom. Muitos parabéns, Inês!”.

 

  • Atuação convidada de Dino D’Santiago, com o tema Voei de Mim

 

  • Inês Marques Lucas (Equipa Marisa Liz) – Apurada
    • Canção interpretada: Chaga (dos Ornatos Violeta)
    • Situação: Apurada pela mentora
    • Declaração de Marisa Liz: “Eu dei este desafio à Inês de fazer uma versão de Chaga e ela apresenta-me esta versão maravilhosa, que depois houve aquela preocupação: «Será que está demasiado diferente do original?». E tivemos a validação dos Ornatos e do Manuel Cruz. E eu estava ansiosa por este momento! Eu quando percebi que eras a última atuar eu disse: «Eu vou ter um ataque cardíaco até ela chegar!». Eu estou viciada nesta versão, Inês, estou viciada em ti. Nem eu me tinha apercebido da importância que tens neste programa e que ainda vais ter. Acho que ainda não percebemos bem o talento que tu tens. E obrigada por mostrares”.

 

Equipas após a segunda gala

  • António Zambujo (4)
    • Apurados para a próxima fase nesta gala (2)
      • Maria Inês Graça – Apurada pelo público
      • Rui Taipa – Apurado pelo mentor
    • Apurados para a próxima fase na gala anterior (2)
      • Beatriz Cepêda – Apurada pelo público
      • Rodrigo Lourenço – Apurado pelo mentor
  •  Aurea (4)
    • Apurados para a próxima fase nesta gala (2)
      • Bruno Huca – Apurado pela mentora
      • Francisca Oliveira – Apurada pelo público
    • Apurados para a próxima fase na gala anterior (2)
      • Mariana Rocha – Apurada pela mentora
      • Rui Pedro – Apurado pelo público
  • Diogo Piçarra (4)
    • Apurados para a próxima fase nesta gala (2)
      • Daniel Fernandes – Apurado pelo público
      • Matheus Alcantara – Apurado pelo mentor
    • Apurados para a próxima fase na gala anterior (2)
      • Aliança Velha – Apurados pelo público
      • Edmundo Inácio – Apurado pelo mentor
  • Marisa Liz (4)
    • Apurados para a próxima fase nesta gala (2)
      • João Leote – Apurado pelo público
      • Inês Marques Lucas – Apurado pela mentora
    • Apurados para a próxima fase na gala anterior (2)
      • João Neves – Apurado pelo público
      • Miguel Dias – Apurado pela mentora

 

Partilhar o artigo:
Sobre o autor

Bernardo Matias

Deixe um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *