Emissora da Ucrânia pede “mais negociações” sobre a Eurovisão 2023
Créditos da imagem: EBU / Corinne Cumming

Emissora da Ucrânia pede “mais negociações” sobre a Eurovisão 2023

18/06/2022 0 Por Bernardo Matias

A Ucrânia viu-lhe goradas as esperanças de acolher o Festival Eurovisão da Canção (ESC) 2022 no seu país, devido à guerra que lá decorre desde fevereiro – desencadeada pela Rússia. A emissora UA:PBC já reagiu ao comunicado da União Europeia de Radiodifusão (EBU).

Mykola Chernotytskyi, diretor da emissora, disse em comunicado que lamenta a decisão e pediu mais negociações: “Estamos desapontados com esta decisão da EBU. Durante este mês, um grande número de pessoas na Ucrânia dedicaram todos os seus esforços a cumprir as condições para acolher a Eurovisão no nosso país. É claro que a segurança é a nossa primeira prioridade. A equipa da UA:PBC, autoridades estatais e locais fizeram um trabalho minucioso e ofereceram diferentes opções. É uma pena ver um comunicado tão inapelável, por isso pedimos aos nossos parceiros para realizarem mais negociações”.

A nota da UA:PBC faz depois um resumo da cronologia das primeiras preparações para o ESC 2022 – com a reunião da organização da Ucrânia, Grupo de Referência, EBU e parceiros do ESC realizada na terça-feira. Nessa reunião, segundo a emissora, foi “considerada a apresentação de garantias e medidas preparatórias”, com o questionário de segurança e possíveis locais.

No âmbito da segurança, tudo teria de ser preparado e implementado em conjunto com as autoridades da Ucrânia, o que levou a UA:PBC a falar com os diversos organismos – incluindo os Ministérios da Cultura e Política de Informação; da Administração Interna; e da Defesa. Na altura desta decisão da EBU, a emissora ucraniana e as autoridades do país já teriam proposto três regiões: a capital Kyiv, assim como Lviv e Transcarpátia na fronteira com a Eslováquia e a Hungria.

O comunicado da UA:PBC termina expressando: “Para recordar, depois da vitória dos Kalush Orchestra na Eurovisão 2022 em Turim, a Ucrânia adquiriu o direito de acolher o Festival no próximo ano. A UA:PBC, como membro da União Europeia de Radiodifusão, assegura a seleção e participação de um representante da Ucrânia no Festival Eurovisão da Canção, é uma emissora oficial do festival e organiza a edição do próximo ano em caso de vitória da Ucrânia”.

Partilhar o artigo: