Eurovisão 2021 à Vista: O perfil de Espanha e de Blas Cantó

Eurovisão 2021 à Vista: O perfil de Espanha e de Blas Cantó

18/04/2021 0 Por Bernardo Matias

Um dos países históricos no Festival Eurovisão da Canção (ESC) é a Espanha. E é precisamente sobre este que incide mais uma parte da rubrica Eurovisão 2021 à Vista, com a apresentação de Espanha, do intérprete Blas Cantó e da canção Voy a quedarme. Como pertencente aos Big 5, Espanha está diretamente na final de 22 de maio.

 

Espanha na Eurovisão

A RTVE é a emissora responsável pela inscrição de Espanha. A primeira participação de Espanha no ESC remonta a 1961, quando Conchita Bautista interpretou Estando contigo ficando em nono lugar. Nos primeiros anos, os resultados foram modestos, incluindo dois últimos lugares sem pontuar. A inversão das fortunas começou com a primeira de duas participações de Raphael em 1966 com o sétimo lugar.

Foi o início de uma das melhores sequências de classificações espanholas, culminando com a vitória de 1968. Nesse ano, Massiel interpretou La, la, la. Um ano depois o ESC foi em Espanha pela única vez, em Madrid, numa edição a todos os níveis histórica: foi a única vez em que venceu mais do que um país: logo quatro, que ficaram em igualdade pontual no topo sem qualquer critério de desempate. Espanha, com o tema Vivo cantando de Salomé, acabou a par de França, Países Baixos e Reino Unido.

(Continua após o vídeo)

 

A série de bons resultados prolongou-se pela década de 1970, mas depois disso mesmo os top dez começaram a tornar-se cada vez mais raros. Entre 1979 e 2019, Espanha nunca foi além do segundo lugar, resultado que conseguiu pela última vez em 1995 com Anabel Conde e Vuelve conmigo.

Desde a criação dos Big 4/Big 5 e das semifinais, Espanha sempre teve lugar direto na final, mas os resultados foram muitas vezes modestos: de 2004 a 2019, só houve duas participações espanholas em décimo lugar como melhores classificações. O Castelhano continua a ser o idioma dominante nas canções de Espanha, apesar de algumas tentativas de temas bilingues com Inglês e da única canção totalmente em Inglês até agora (Say Yay! de Barei em 2016).

Portugal é o país que mais pontuou Espanha nas finais do ESC, com um total de 221 pontos. Já Espanha atribuiu mais pontos a Portugal entre semifinais e finais (261) e à Alemanha só em finais (250).

(Continua após o vídeo)

 

O representante e a canção: Blas Cantó e Voy a quedarme

Este ano, Espanha é representada por Blas Cantó. Originalmente escolhido internamente para a edição cancelada de 2020, foi reconduzido para 2021. Apesar de ter apenas 29 anos, o cantor de Múrcia já tem uma vasta carreira, que começou em 2000 no talent show Veo Veo.

Desde 2004 que Blas Cantó está ligado ao mundo eurovisivo: nesse ano concorreu à seleção espanhola para o Festival Eurovisão da Canção Júnior (JESC), mas perdeu na final para María Isabel… que viria a ganhar o certame internacional.

Em 2009, Blas Cantó fundou a banda Auryn com Álvaro Gango, Carlos Marco, Dani Fernández e David Lafuente, que participou na seleção de Espanha para o ESC dois anos mais tarde ficando atrás de Lucía Pérez. A solo, o cantor só lançou o seu primeiro single em 2017, In Your Bed. Um ano depois surgiu o seu primeiro álbum, Complicado, e em 2019 foi selecionado internamente para o ESC 2020.

Blas Cantó voltou a ser a opção da RTVE para este ano. Apresentou os temas Memoria Voy a quedarme à votação do público no Destino Eurovisión, sendo escolhido Voy a quedarme. É uma balada pop potente com um arranjo moderno cantada totalmente em Castelhano com uma mensagem de esperança.

(Continua após o vídeo)

 

Perfil do país (Espanha)

Emissora responsável: RTVE
Chefe de delegação: Ana María Bordás
Estreia: 1961; Conchita Bautista – Estando contigo (resultado: nono lugar)
Participações anteriores: 59
Melhor resultado: Duas vitórias (1968: Massiel – La, la la ; 1969: Salomé – Vivo cantando)
Pior resultado: 26.º lugar na final em 2017 (Manel Navarro – Do It for Your Lover)
Anfitriã: Uma vez (1969)
Concurso de seleção nacional: Seleção interna (intérprete); Destino Eurovisión (canção)
Representante em 2021: Blas Cantó – Voy a quedarme

 

Perfil do representante (Blas Cantó)

Nome: Blas Cantó Moreno
Idade: 29 anos (nascido a 26 de outubro de 1991)
Nacionalidade: Espanhola
Início de carreira: 2000
Álbuns de estúdio: Um (Complicado, de 2018)
Géneros: Pop
Outras notas: Foi finalista na seleção de Espanha para o JESC 2004.

 

Perfil da canção (Voy a quedarme)

Título: Voy a quedarme
Género: Pop
Idioma: Castelhano
Intérprete: Blas Cantó
Letra e música: Blas Cantó, Dan Hammond, Leroy Sánchez, Dangelo, Ortega

Partilhar o artigo: