Eurovisão 2022 ao detalhe

Eurovisão 2022 ao detalhe

Dados gerais

  • Emissora anfitriã: RAI
  • Local: Por definir, em Itália
    • Cidades candidatas: Bolonha, Milão, Pesaro, Rimini e Turim
  • Datas: Por definir (Expectáveis em maio de 2022)
  • Apresentadores: Por definir
  • Supervisor executivo: Martin Österdahl
  • Produção executiva: Por definir
  • Slogan: Por definir
  • Países já confirmados: 24

 

Países confirmados e com formato de seleção anunciado (21)

  • Albânia: Festivali i Këngës, datas e formato por anunciar
  • Austrália: Eurovision: Australia Decides, 26 de fevereiro de 2022 (gala única)
  • Bélgica: Jérémie Makiese, com canção por revelar
  • Croácia: Dora, datas por anunciar em 2022
  • Dinamarca: Dansk Melodi Grand Prix, 5 de março de 2022 (gala única)
  • Eslovénia: EMA, datas e formato por anunciar
  • Espanha: Festival em Benidorm, janeiro de 2022 (duas semifinais e final)
  • Estónia: Eesti Laul, 20 de novembro de 2021 a 12 de fevereiro de 2022 (quatro quartos-de-final, duas semifinais e final)
  • Finlândia: Uuden Musiikin Kilpailu/UMK), datas por anunciar
  • França: Eurovision France: C’est vous quis decidez 2022, data por anunciar (gala única)
  • Grécia: Seleção interna
  • Islândia: Söngvakeppnin, datas por anunciar (duas semifinais e final)
  • Israel: The X Factor, estreia na primeira semana de outubro
  • Letónia: Final nacional (Supernova?) sem formato, nome e datas confirmadas
  • Noruega: Melodi Grand Prix, 15 de janeiro a 19 de fevereiro de 2022 (cinco semifinais e final)
  • Países Baixos: Seleção interna
  • Portugal: Festival da Canção 2022, datas por anunciar (duas semifinais e final)
  • São Marino: Una Voce Per San Marino (intérprete) em novembro de 2021 (formato por anunciar)
  • Sérvia: Beovizija, datas por anunciar, esperando-se que seja em fevereiro (formato por anunciar)
  • Suécia: Melodifestivalen, datas por anunciar (quatro semifinais, Andra Chansen e final)
  • Suíça: Seleção interna

 

Países confirmados que ainda não oficializaram o formato de seleção (5)

  • Alemanha: Apesar de confirmada a participação da Alemanha, ainda não foram revelados detalhes acerca do que poderá ser o processo de seleção – que tem sido interno nos últimos anos.
  • Itália: Desde 2017 que o vencedor do Festival de Sanremo representa Itália no ESC, possibilidade estipulada no regulamento do próprio certame embora sem caráter vinculativo nos últimos anos – os artistas têm vindo a ser obrigados a confirmar antecipadamente que querem participar na Eurovisão em caso de vitória. Itália está confirmada na edição de 2022 do ESC como país anfitrião, mas a emissora RAI ainda não se pronunciou sobre o método de seleção do intérprete e da canção.
  • Lituânia: A única certeza neste momento é que a Lituânia vai continuar no ESC 2022. Por saber está se o Pabandom iš naujo! é o formato de seleção pelo terceiro ano consecutivo ou será substituído.
  • Polónia: O presidente da emissora TVP, Jacek Kurski, confirmou nos últimos dias ao Jastrzab Post que a Polónia vai estar a concurso e quer começar a preparar a participação cedo. Sem o garantir de forma explícita, as declarações do dirigente apontam para uma seleção interna pelo segundo ano consecutivo.
  • Ucrânia: A emissora UA:PBC adquiriu os direitos da habitual seleção da Ucrânia, o Vidbir, depois do fim da parceria com a STB. Porém, ainda não confirmou que continuará a usar o formato em 2022.

 

Países participantes em 2021 que ainda não estão confirmados (13)

  • Áustria
  • Azerbaijão
  • Bulgária
  • Chipre
  • Geórgia
  • Irlanda
  • Macedónia do Norte
  • Malta
  • Moldávia
  • Reino Unido
  • República Checa
  • Roménia
  • Rússia

 

Países em dúvida (1)

 

Países descartados (8)

  • Andorra: Apesar das iniciativas da cantora Susanne Georgi, a emissora RTVA assegurou que Andorra não voltará ao ESC em 2022.
  • Bielorrússia: A emissora BTRC foi suspensa pela União Europeia de Radiodifusão (EBU) devido às interferências políticas como veículo de propaganda do regime de Alexander Lukashenko. Sendo a suspensão válida até 1 de julho de 2024, até esse ano a Bielorrússia não voltará aos eventos Eurovisão.
  • Bósnia e Herzegovina: Já este ano, a emissora BHRT admitiu que o regresso ao ESC em 2022 é improvável, a menos que seja encontrada uma fonte de financiamento para o efeito.
  • Cazaquistão: A Kahbar Agency é apenas emissora associada da EBU, e como tal o Cazaquistão dificilmente se estreará no ESC 2022 – não há qualquer indicação de que surja um convite como à SBS, da Austrália, apesar do bom histórico cazaque na versão Júnior da Eurovisão.
  • Eslováquia: A Eslováquia tem estado ausente desde 2012 e assim continuará durante pelo menos uma década, já que a emissora RTVS fez saber que não voltará ao ESC no ano que vem.
  • Liechtenstein: No Liechtenstein, a emissora 1 FL TV ainda não é membro da EBU nem está prestes a ser, até porque precisaria de apoio governamental para o efeito. Como tal, o Principado ficará ausente do ESC 2022.
  • Luxemburgo e Mónaco: A RTL, emissora do Grão-Ducado do Luxemburgo, e a TMC, do Principado do Mónaco, já confirmaram as ausências do ESC 2022.

(Última atualização: 15 de setembro de 2021)