Fernando Tordo: “Apercebi-me da injustiça das minhas palavras”
Créditos da imagem: RTP

Fernando Tordo: “Apercebi-me da injustiça das minhas palavras”

17/01/2022 0 Por Bernardo Matias

Fernando Tordo reconheceu que não esteve bem nas fortes críticas à música portuguesa atual, disponibilizando-se para divulgar o que se faz no panorama nacional.

O representante de Portugal no Festival Eurovisão da Canção (ESC) em 1973 e 1977 sustentou mesmo que “90 por cento do que ouvimos não tem qualquer dignidade. É uma coisa para atrasados mentais”, numa recente entrevista ao Posto Emissor, da Blitz. No pedido de desculpas, escreveu nas redes sociais:

– Um mau momento tem de dar origem a algo construtivo. Apercebi-me da injustiça que as minhas palavras foram para um universo de colegas que, tal como eu, trabalharam diariamente para levar o seu melhor aos palcos e rádios deste país, principalmente nesta fase tão complicada para o setor cultural”.

Escreveu Fernando Tordo que assume o erro, pedindo não só desculpa como também agindo doravante na divulgação da música portuguesa: “Mais do que um pedido desculpa, quero que este meu erro me leve a construir pontes e a potenciar o diálogo com os meus colegas de profissão. Todos, sem exceção! Semanalmente, vou dar a conhecer as novidades de lançamentos de novos discos ou singles, sugestões de concertos ou eventos culturais, novos projetos e artistas emergentes”.

Nesse sentido, o artista vai pedir a colaboração dos seus seguidores nas redes sociais, disponibilizando proximamente um email para o envio de sugestões de divulgação de projetos musicais.

Partilhar o artigo: