Itália manifesta disponibilidade para acolher Eurovisão 2023 se Ucrânia estiver indisponível
Créditos da imagem: EBU / Corinne Cumming

Itália manifesta disponibilidade para acolher Eurovisão 2023 se Ucrânia estiver indisponível

15/05/2022 0 Por Bernardo Matias

A Itália organizou o Festival Eurovisão da Canção (ESC) 2022 e coloca-se ao dispor para o fazer de novo em 2023 na eventualidade de a vencedora Ucrânia não poder acolher no seu território.

O diretor da RAI 1, Stefano Coletta, disse citado no Eurofestivalnews.com: “Se acontecer um pedido internacional para a edição na Ucrânia, a RAI irá disponibilizar o seu  conhecimento e grande experiência que mostrou nesta edição”.

Já da parte de Turim, cidade anfitriã deste ano, o presidente do município Stefano La Russo assegurou que espera que o ESC 2023 seja na Ucrânia. Em todo o caso, fez saber da sua disponibilidade: “Desejamos estar à disposição da RAI e da EBU [União Europeia de Radiodifusão] para uma possível organização do evento no caso de não poder ser acolhido na Ucrânia”.

De referir que também Espanha, Islândia e Suécia já se mostraram disponíveis para acolher o ESC 2023 se a Ucrânia ainda não tiver possibilidade de o sediar no seu território.

 

Partilhar o artigo: