Países Baixos não descartam ser solução para a Eurovisão 2023 se necessário
Créditos da imagem: EBU/Sarah Louise Bennett

Países Baixos não descartam ser solução para a Eurovisão 2023 se necessário

19/05/2022 0 Por Bernardo Matias

Com a vitória no Festival Eurovisão da Canção (ESC) 2022, a Ucrânia adquiriu também o direito de organizar a edição do ano que vem. Porém, com a situação de guerra no país isso pode ser impossível, e cresce a disponibilidade estrangeira para ajudar. Agora, são os Países Baixos a manifestarem a sua disponibilidade.

Segundo o site AD.nl, as emissoras neerlandesas AVROTROS e NPO consideram demasiado cedo para entrar em declarações concretas. Ainda assim, a NPO não fecha a porta a equacionar uma eventual organização do ESC 2023 se for abordada para tal: “Se chegar à NPO o pedido da EBU [União Europeia de Radiodifusão] para assumir a organização do Festival Eurovisão da Canção outra vez, então pensaremos sobre isso junto com todas as partes envolvidas”.

Citado pelo já mencionado site, o produtor-executivo do ESC 2021 e atual membro do Grupo de Referência da EBU, Sietse Bakker, salientou que terá de haver um prazo máximo para tomar uma decisão: “Creio que é importante que se pense em qual é o «ponto de não retorno»: em que ponto ainda se pode decidir se é ou não possível que seja em Kyiv. Neste momento, claro, as coisas não parecem boas. Ainda é uma situação perigosa. E é altamente incerto como se irá desenvolver nos próximos tempos”.

 

Partilhar o artigo: