Road to Eurovision’19: O perfil do Reino Unido e de Michael Rice
Créditos da imagem: Pete Linforth/Pixabay

Road to Eurovision’19: O perfil do Reino Unido e de Michael Rice

17/05/2019 0 Por Bernardo Matias

Terminamos a rubrica Road to Eurovision’19 quando falta um dia para a final do Festival Eurovisão da Canção (ESC) 2019. O Reino Unido é o derradeiro país em foco, indo pela ordem alfabética dos ‘Big 5’. Este ano, faz-se representar por Michael Rice com a canção Bigger than Us.

Há rumores de que o Reino Unido falhou o prazo de inscrição para a edição inaugural em 1956 mas, facto, é que a estreia foi de facto em 1957 com o sétimo lugar de Patricia Bredin a cantar All. Depois de nova ausência em 1958, o país regressou para quase duas décadas seguidas de resultados avassaladores: de 1959 a 1977 houve dez segundos lugares, um terceiro, quatro quartos postos, um nono e três vitórias. Isto em 19 participações.

Neste período, destaque para o primeiro triunfo britânico em 1967 com a canção Puppet on a String na voz de Sandie Shaw, bem como para as duas participações bem-sucedidas de Cliff Richard (a primeira com o famoso tema Congratulations que levou ao segundo lugar em 1968) ou para a presença de Olivia Newton-John em 1974 interpretando Long Live Love.

O Reino Unido conquistou a quarta vitória em 1981 com Making Your Mind Up dos Bucks Fizz, tendo depois um resto de década menos forte com apenas um resultado entre os cinco primeiros de 1982 a 1987. A isto seguiram-se dois segundos lugares consecutivos (sequência similar à de 1992 e 1993). O último triunfo remonta a 1997 com a canção Love Shine a Light de Katrina and the Waves. No ano seguinte, Imaani foi segunda com Where Are You mas, daí em diante, começou o período menos positivo. Fora um terceiro lugar de Jessica Garlick (Come Back) em 2002 e um quinto de Jade Ewan (It’s my Time) em 2009, nunca mais o Reino Unido acabou entre os dez primeiros no século XXI, fazendo inclusive um 26.º lugar sem qualquer ponto em 2003 (Jemini/Cry Baby).

Desde que os ‘Big 4’/’Big 5’ foram criados, o Reino Unido integra este grupo que congrega os maiores financiadores da Eurovisão e que, por isso, têm vaga direta na final. O país britânico, cuja participação é responsabilidade da BBC, deu e recebeu mais pontos da República da Irlanda: entregando 322 entre semifinais e finais, recebendo dos irlandeses 249 pontos até aos dias de hoje.

Michael Rice é o cantor representante do Reino Unido no ESC 2019. No ativo desde 2014, o artista Pop de 21 anos notabilizou-se ao participar no The X Factor em 2014, sendo que no ano passado ganhou o novo concurso de talentos da BBC All Together Now. O seu primeiro single a solo, Lady, remonta a 2017, sendo que neste momento Michael Rice trabalha no seu primeiro EP. Bigger than Us é um tema Pop que, curiosamente, tem entre os autores da letra e da composição John Lundvik, o participante sueco no ESC 2019.

Reino Unido:

  • Estreia: 1957 – Patricia Bredin, All (Resultado: 7.º lugar)
  • Participações anteriores: 61
  • Melhor resultado: Cinco vitórias
    • 1967: Sandie Shaw, Puppet on a String
    • 1969: Lulu, Boom Bang-a-Bang
    • 1976: Brotherhood of Man, Save Your Kisses for Me
    • 1981: Bucks Fizz, Making Your Mind Up
    • 1997: Katrina and the Waves, Love Shine a Light
  • Pior resultado: 26.º lugar em 2003 (Jemini, Cry Baby)
  • Concurso de seleção nacional: Eurovision: You Decide
  • Anfitrião: Oito vezes (1960, 1963, 1968, 1977: Londres; 1972: Edimburgo; 1974: Brighton; 1982: Harrogate; 1998: Birmingham)
  • Emissora responsável: BBC
  • Representante em 2019: Michael Rice, Bigger than Us

Michael Rice:

  • Idade: 21 anos (nascido a 25 de outubro de 1997)
  • Nome civil: Alessandro Mahmoud
  • Nacionalidade: Britânica/Inglesa
  • Início de carreira: 2014
  • Singles: 2 (primeiro: Lady, 2017)
  • Géneros: Pop

Bigger than Us:

  • Géneros: Pop
  • Idioma: Inglês
  • Intérprete: Michael Rice
  • Letra: Laurell Barker, Anna-Klara Folin, John Lundvik, Jonas Thander
  • Composição: Laurell Barker, Anna-Klara Folin, John Lundvik, Jonas Thander

Partilhar o artigo: