Todos os países confirmados entre certezas e incógnitas: o ponto de situação da Eurovisão 2021
Créditos da imagem: EBU/Thomas Hanses

Todos os países confirmados entre certezas e incógnitas: o ponto de situação da Eurovisão 2021

01/01/2021 0 Por Bernardo Matias

Começa esta sexta-feira o ano de 2021 e escolhemos este momento para fazer um apanhado do que já se sabe sobre o Festival Eurovisão da Canção (ESC) deste ano.

Agendado para Roterdão, está tudo em marcha para que se realize, não se sabendo ainda em que moldes – tudo dependerá da evolução da pandemia.

Já há artistas escolhidos e até mesmo uma canção que já se conhece – a da Albânia – enquanto outros países vão fazer novas seleções (como Portugal) e ainda há os que ainda não anunciaram planos concretos.

Fique com um balanço do ponto de situação acerca do ESC 2021.

 

Dados gerais

Emissoras anfitriãs: AVROTROS, NOS, NPO
Local: Ahoy Rotterdam, Roterdão (Países Baixos)
Datas: 18, 20 e 22 de maio de 2021
Apresentadores: Chantal Janzen, Edsilia Rombley, Jan Smit e Nikki de Jager (online)
Supervisor executivo: Martin Österdahl
Produção executiva: Sietse Bakker e Astrid Dutrénit
Slogan: Open Up

 

Quatro cenários

Acaba por ser a grande incógnita. Devido à pandemia, o molde em que os diversos eventos se vão realizar em 2021 permanece incerto e sempre dependente do evoluir da Covid-19. Por forma a salvaguardar todas as situações, a União Europeia de Radiodifusão (EBU) delineou quatro cenários distintos para que o ESC do ano que vem não seja cancelado.

  • Cenário A: É a situação da normalidade, com tudo a ir em frente como planeado: os espetáculos no Ahoy Rotterdam com os participantes e os espectadores no local, eventos associados em Roterdão e centro de imprensa em pleno funcionamento;
  • Cenário B: Este pressupõe a necessidade de distanciamento social de 1,5 metros. Os espetáculos seriam no Ahoy Rotterdam com os participantes no local. A lotação estaria limitada, tal como os eventos associados na cidade de Roterdão e a ocupação da sala de imprensa;
  • Cenário C: Com restrições de deslocações ainda em vigor, os espetáculos mantêm-se no Ahoy Rotterdam, mas os representantes dos países impossibilitados de se deslocarem atuariam a partir do respetivo país. O público na arena, os eventos em Roterdão e a lotação da sala de imprensa estariam ajustadas às circunstâncias;
  • Cenário D: A situação que todos gostariam de evitar, devido ao que tal representaria em termos de pandemia – a de confinamento. As emissões seriam conduzidas a partir do Ahoy Rotterdam, mas com todos os artistas a atuarem nos países de origem, sem público, possivelmente sem eventos associados em Roterdão e eventualmente sem centro de imprensa.

 

Todos os países e muitos artistas já anunciados

Um total de 41 países estão oficialmente confirmados no concurso, entre eles Portugal. E 19 destes já fizeram saber que reconduziriam os seus representantes de 2020, depois de a edição do ano passado ser cancelada. Ainda assim, mais de metade procederá a novas seleções e as canções têm, por regulamento, de ser todas novas e lançadas publicamente a partir de 1 de setembro de 2020. E destes, são vários os que ainda não anunciaram os seus métodos e datas de seleção.

Esta é a lista de países já confirmados e por semifinal (a verde artistas já confirmados):

  • Primeira semifinal
    • Primeira parte
      • Austrália: Montaigne
      • Bielorrússia
      • Eslovénia: Ana Soklič ; canção escolhida no EMA a 27 de fevereiro
      • Lituânia: Seleção no Pabandom Iš Naujo 2021, a 6 de fevereiro
      • Macedónia do Norte
      • República da Irlanda: Lesley Roy
      • Rússia
      • Suécia: Seleção no Melodifestivalen, a 13 de março de 2021
    • Segunda parte
      • Azerbaijão: Efendi
      • Bélgica: Hooverphonic
      • Chipre: Elena Tsagkrinou, El Diablo (canção revelada em março)
      • Croácia: Seleção no Dora a 13 de fevereiro
      • Israel: Eden Alene; canção escolhida no HaShir Shelanu L’Eurovizion e revelada a 25 de janeiro
      • Malta
      • Noruega: Seleção no Melodi Grand Prix 2021, a 20 de fevereiro
      • Roménia: Roxen
      • Ucrânia: Go_A
    • Finalistas diretos votantes
      • Alemanha
      • Itália
      • Países Baixos
  • Segunda semifinal
    • Primeira parte
      • Áustria: Vincent Bueno
      • Estónia: Seleção no Eesti Laul, a 6 de março
      • Grécia: Stefania
      • Islândia: Daði og Gagnamagnið
      • Moldávia: Natalia Gordienko
      • Polónia
      • República Checa: Benny Cristo
      • São Marino: Senhit
      • Sérvia: Hurricane
    • Segunda parte
      • Albânia: Anxhela Peristeri – Karma
      • Arménia
      • Bulgária: VICTORIA
      • Dinamarca: Seleção no Dansk Melodi Grand Prix a 6 de março
      • Finlândia: Seleção no UMK, a 20 de fevereiro
      • Geórgia: Tornike Kipiani
      • Letónia: Samanta Tīna
      • Portugal: Seleção no Festival da Canção 2021 a 6 de março
      • Suíça: Gjon’s Tears
    • Finalistas diretos votantes
      • Espanha
      • França
      • Reino Unido
  • Apurados diretamente para a final
    • Alemanha: Seleção interna
    • Espanha: Blas Cantó
    • França: Seleção no Eurovision France c’est vous qui décidez em janeiro
    • Itália: Seleção no Festival de Sanremo a 6 de março
    • Países Baixos: Jeangu Macrooy (23.º a atuar)
    • Reino Unido
Partilhar o artigo: