Ucrânia começa preparativos para sediar Eurovisão 2023, ciente que é um assunto complexo
Imagem: UA:PBC

Ucrânia começa preparativos para sediar Eurovisão 2023, ciente que é um assunto complexo

17/05/2022 0 Por Bernardo Matias

Ucrânia ganhou o Festival Eurovisão da Canção (ESC) 2022 e já na próxima sexta-feira vai começar a preparar-se para acolher a edição de 2023 em articulação com a União Europeia de Radiodifusão (EBU). Sem embargo, a emissora pública do país está bem consciente da complexidade da questão, que vai para além do simples desejo, devido à situação de guerra no país.

Em conferência de imprensa, o diretor de gestão da UA:PBC, Mykola Chernotyskyi, revelou que já esta semana começará o trabalho para o ESC do ano que vem em solo ucraniano: “Agora enfrentamos outro desafio – acolher o Festival Eurovisão da Canção 2023 na Ucrânia. Se noutros países isto diz respeito a assuntos de infraestrutura e de financiamento, no nosso país temos de ceteza também um importante fator de segurança. E posso anunciar que na sexta-feira começamos as consultas com a União Europeia de Radiodifusão sobre acolher o Festival Eurovisão da Canção 2023”.

O dirigente disse também: “Estamos a fazer o nosso melhor, e espero que o Estado também nos apoie na realização do Festival Eurovisão da Canção aqui. Espero que o Festival Eurovisão da Canção seja realizado numa Ucrânia pacífica. No entanto, digo mais uma vez que o fator segurança é importante e a decisão final será tomada em conjunto com a União Europeia de Radiodifusão”.

Posto isto, Mykola Chernotytskyi tem já uma certeza – de que a tarefa será árdua: “Será uma negociação difícil, já tenho a certeza disso. No entanto, deixem-me recordar que mesmo em 2017, quando o Festival Eurovisão da Canção aconteceu em Kyiv, houve uma grande discussão. Por exemplo, na altura a Ucrânia conseguiu a chamada garantia financeira de 15 milhões de euros. No caso de, de repente, algo correr mal, outro país acolheria a competição com esses fundos. Portanto, a questão é muito mais complexa do que apenas um desejo. Estou convicto de que precisamos de fazer o nosso melhor para que o Festival Eurovisão da Canção aconteça na Ucrânia”.

Partilhar o artigo: