Vidbir 2020 com regras para prevenir repetição de problemas como o de MARUV; final a 22 de fevereiro
Créditos da imagem: UA:PBC

Vidbir 2020 com regras para prevenir repetição de problemas como o de MARUV; final a 22 de fevereiro

16/10/2019 0 Por Bernardo Matias

A emissora nacional ucraniana UA:PBC já prepara o regresso ao Festival Eurovisão da Canção (ESC) do ano que vem e o evento de seleção nacional, o Vidbir, em parceria com o canal privado STB. Após o escândalo em torno de MARUV em 2019, há novas regras para o certame.

Haverá duas semifinais a 8 e 15 de fevereiro, seguindo-se a final a 22 de fevereiro. Sergiy Prytula será apresentador novamente, sendo a produção musical uma tarefa de Ruslan Kvinta. Neste momento já é possível submeter canções, numa janela de candidaturas que dura até 20 de janeiro.

Praticamente todos os artistas interessados se podem candidatar. E de vincar o ‘praticamente’, porque há uma nova regra para impedir a repetição do caso de MARUV. Nenhum participante, individual ou como grupo, pode ter dado concertos em território da Rússia desde 2014, nem anunciá-los ou planeá-los desde o Vidbir até ao ESC. Além disso, também não podem concorrer pessoas que tenham entrado na Crimeia violando assim as leis em vigor na Ucrânia.

Zulab Alasania, diretor-executivo da UA:PBC, salienta que além do talento, o representante do país tem também de compreender na íntegra a responsabilidade que recai sobre si, bem como “partilhar a posição e valores da sociedade ucraniana”. Já a diretora da STB, Lyudmila Semchuk, explicou que as mudanças regulamentares necessárias foram alvo de uma “séria consideração”, o que resultou nas várias alterações implementadas.

Refira-se que MARUV ganhou o Vidbir 2019 com o tema Siren Song, mas depois da vitória a UA:PBC implementou regras adicionais que acabaram por demover a cantora (e, posteriormente, os segundo, terceiro e quarto classificados) de assinarem o contrato de participação. A decisão da emissora acabou por ser desistir do ESC 2019.

No ano que vem, a UA:PBC irá garantir o apoio financeiro do vencedor do Vidbir durante as preparações, incluindo a viagem e a participação. Já a organização e o casting do concurso nacional serão despesas da STB.

Partilhar o artigo: